Brasília, 21 de janeiro de 2022 às 09:31
Selecione o Idioma:

Internacional

Postado em 27/04/2018 8:04

Após negociações intercoreanas, Rússia intensificará cooperação com Pyongyang

.

© REUTERS / Korea Summit Press Pool
Coreias aspiram à paz e à reunificação (7)
7182

Para a Rússia, as negociações entre as duas Coreias são “um dos maiores avanços da década”.

Nesta sexta-feira (27) teve lugar o encontro histórico entre os líderes das duas Coreias, Kim Jong-un e Moon Jae-in. É o primeiro encontro de líderes dos dois países desde o fim da Guerra da Coreia, em 1953.

“O próprio fato de realização da cúpula intercoreana pode ser considerado um dos maiores avanços da década. Para mim, são as ‘negociações da esperança'”, declarou o deputado russo Leonid Slutsky.

“Neste contexto, o parlamentar acrescentou que “pela primeira vez há muito tempo podemos observar um progresso positivo”, adicionando que “o diálogo é exatamente aquilo a que a Rússia sempre se referiu na questão de resolução [da crise] na península coreana”.Em sua opinião, “a zona desmilitarizada [faixa de segurança entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul] separou um povo único”.

“Só os próprios coreanos devem resolver todos os problemas entre o Norte e o Sul. Nessa conexão, vale a pena apontar para a atitude sensata de Pyongyang, com a qual iremos intensificar a cooperação, inclusive na área de diplomacia parlamentar, de modo acelerado”, destacou.

Ao mesmo tempo, o político russo expressou esperança de que “essas negociações também sejam aceitas de modo positivo por nossos ‘parceiros estratégicos’ em Washington”.

Levando em consideração o estado frágil da situação na península, avisou que agora é muito importante que todos os atores internacionais não interfiram no processo de normalização das relações bilaterais e não o agravem.

Comentários: