19.5 C
Brasília
domingo, 3 março, 2024

Americanos e europeus ignoram papel da União Soviética na Vitória sobre o nazismo

© Sputnik/
De acordo com uma pesquisa do projeto Sputnik-Opinião, só 15% das pessoas perguntadas, ao responder à pergunta “Quem jogou o papel-chave na Vitória sobre o nazismo na Segunda Guerra Mundial?”, escolheram a União Soviética entre outras variantes (Reino Unido, Estados Unidos, outros países ou a opção “não sei”).

A maioria dos habitantes dos EUA (79%), da França (58%) e a metade das habitantes alemães (50%) julgam que foi o exército dos Estados Unidos que deteve a liderança na Vitória sobre o nazismo. Ao mesmo tempo mais da metade dos britânicos (59%) acreditam que o seu país exatamente foi a principal força na luta contra o nazismo, o papel-chave dos Estados Unidos só é reconhecido por 11% dos britânicos, mas o da União Soviética, por 15%. Esta pesquisa foi realizada pelas empresas britânica e francesa Populus e Ifop para a agência de notícias e emissora de rádio Sputnik.

Na Alemanha, comparando com outros países, a maioria dos cidadãos acredita que foi a União Soviética que desempenhava o papel mais importante na luta contra o nazismo — 24%, e as opiniões dos habitantes da Alemanha Oriental e Ocidental são muito diferentes: apenas 16% dos alemães ocidentais reconhecem o papel da URSS, comparando com 55% dos alemães orientais e 35% dos em Berlim. A contribuição da União Soviética na luta contra o nazismo e destacada com menor frequência nos EUA — apenas 7%, e na França — 12%.
Cada país tem seu detalhe, mas um número geral de cerca de 14-15% dos respondentes desistiram de indicar o país que desempenhou o papel fundamental na libertação da Europa dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Cerca de 1-2% dos entrevistados em cada país decidiram que um papel fundamental na libertação da Europa foi desempenhado por algum outro país.A percepção do papel da União Soviética na libertação da Europa mudou fundamentalmente ao longo dos últimos 70 anos. O fato é constatado pelos dados da pesquisa do Instituto de Pesquisa de Opinião Pública Ifop, o mais antigo da França. Assim, a proporção de habitantes de Paris que acreditam que a União Soviética fez a maior contribuição para a Vitória sobre o nazismo, diminuiu de 61% em 1944 para 20% em 2004.

De acordo com várias estimativas, o Exército Vermelho libertou quase 50% dos Estados europeus modernos, além da parte europeia da Rússia, e às vezes sofreu grandes baixas em comparação com os aliados. A população total dos países libertados pelo Exército Vermelho conta mais de 120 milhões de pessoas nos 16 países presentemente independentes da Europa. A libertação de mais seis países foi realizada pelo Exército Vermelho juntamente com os aliados.

Quem venceu o nazismo? As pessoas opinam
© SPUTNIK/
Quem venceu o nazismo? As pessoas opinam

Nos EUA e Reino Unido a pesquisa foi realizada pela empresa de opinião pública Populus para a Sputnik entre 15 e 21 de abril de 2016. Na França e Alemanha a pesquisa foi levada a cabo pela francesa Ifop de 14 a 18 de abril de 2016. A amostra é representativa da população por sexo, idade e localidade geográfica. O intervalo de confiança por país é +/- 3,1%, a margem de confiança é 95%.

O que é o Sputnik-Opinião?

Este projeto internacional de estudo da opinião pública começou em janeiro de 2015. As conhecidas empresas Populus e IFop são parceiras do projeto. No quadro da Sputnik-Opinião (Sputnik.Polls) são realizadas regularmente pesquisas em vários países da Europa e dos EUA sobre os temas sociais e políticos de maior atualidade.
A Sputnik (sputniknews.com) é uma agência de notícias e rádio com representações e redações multimídia em dezenas de países. A Sputnik inclui sites (34 ao todo), emissões rádio analógicas e digitais, aplicativos para celular e páginas nas redes sociais.

Leia mais: http://br.sputniknews.com/sociedade/20160505/4442152/urss-vitoria-nazismo.html#ixzz480O1y6d7

ÚLTIMAS NOTÍCIAS