Brasília, 19 de janeiro de 2022 às 15:03
Selecione o Idioma:

Internacional

Postado em 05/01/2020 11:11

‘Abaixo os EUA’: como iranianos reagiram à morte do general Qassem Soleimani

.

© REUTERS / WANA
Iranianos protestam após o assassinato de Qassem Soleimani na manhã de 3 de janeiro, em Bagdá.

Dezenas de milhares de iranianos saíram às ruas nesta sexta-feira (3) para protestar após a morte do major-general Qassem Soleimani, assassinado em 3 de janeiro em um ataque perpetrado pelos EUA.

A mídia local relatou que na cidade natal de Soleimani, Kerman, milhares de pessoas se reuniram na casa da família do major-general para rezar e prestar condolências.

O ataque teria sido ordenado pessoalmente pelo presidente dos EUA, Donald Trump, em retaliação pela invasão da Embaixada dos EUA em Bagdá, no dia 31 de dezembro.

O líder iraniano, aiatolá Ali Khamenei, qualificou os autores do ataque de “criminosos” e prometeu vingança.

O chanceler da Rússia, Sergei Lavrov, se referiu aos ataques como “violação grave do direito internacional”.

Sputnik

Comentários: