Brasília, 4 de agosto de 2022 às 09:07
Selecione o Idioma:

Destaque

Postado em 21/06/2022 9:54

Sanções dos EUA fracassam e impulsionam indústria de chips da China, segundo Bloomberg

.

Sputnik – Conforme a Bloomberg, as sanções norte-americanas fizeram com que a indústria de chips da China crescesse rapidamente.
Anteriormente, os EUA impuseram sanções contra a gigante tecnológica chinesa Huawei, ação que motivou profundamente outras empresas do país, que acabaram evoluindo e avançando no mercado de componentes tecnológicos.
Com isso, a China está dominando o fornecimento de projetos de software, processadores e equipamentos fundamentais para a fabricação de chips.
Segundo os dados da Bloomberg, 19 das 20 fabricantes de chips que mais cresceram no mundo nos últimos quatro trimestres são chinesas, enquanto no mesmo período de 2021 eram apenas oito.
Representação em 3D da estação espacial Tiangong com todos os módulos instalados - Sputnik Brasil, 1920, 14.06.2022

Panorama internacional

China desenvolve sistema de inteligência artificial capaz de ameaçar constelação Starlink dos EUA

Em 2020, os EUA restringiram as vendas de tecnologia americana para empresas chinesas, em uma tentativa fracassada de conter o crescimento tecnológico da China.
Sendo assim, a Bloomberg acredita que as ações tomadas pelos EUA acabaram motivando a indústria chinesa a aumentar a produção de componentes nacionais.
Desta forma, Pequim não apenas avançou, como também movimentou bilhões de dólares de investimento no setor, envolvendo programas ambiciosos e eliminando os efeitos das sanções norte-americanas.

Comentários: