Brasília, 2 de dezembro de 2021 às 20:09
Selecione o Idioma:

Sem Titulo

Postado em 02/11/2015 9:23

Romênia: Donos de boate são acusados de homicídio culposo

.

Cidadãos romenos depositam flores em frente à boate Colectiv, onde ocorreu tragédia (EFE)

Redação | Opera Mundi

Testemunhas alegam que o fogo começou durante o show de uma banda de rock, que fazia uso de artefatos pirotécnicos para uma plateia de 400 pessoas

Os três donos da boate destruída por um incêndio na sexta-feira (02/11) em Bucareste, capital da Romênia, foram acusados de homicídio culposo, informou a promotoria do país nesta segunda-feira (02/11). O incidente deixou 30 mortos e quase 200 feridos.

Segundo a promotoria, os proprietários da boate Colectiv — que não tiveram seus nomes revelados para aimprensa — foram citados ao longo da manhã “para ser interrogados na qualidade de suspeitos por homicídio involuntário”.

Testemunhas alegam que o fogo começou durante o show de uma banda de rock, que fazia uso de artefatos pirotécnicos para uma plateia de 400 pessoas.

Como a casa não tinha saídas de incêndio e utilizava materiais inflamáveis para a proteção acústica, as chamas rapidamente se espalharam pelos ambientes.

“As pessoas desmaiaram por causa da fumaça. Era um caos total, muitas pessoas foram pisoteadas”, relatou Victor Ionescu, uma testemunha da tragédia, segundo a Agence France Presse.

As autoridades temem que o número de mortos possa aumentar, já que 30 dos feridos estão em estado muito grave, reportou a Agência Efe. A maioria das vítimas é jovem e adolescente.

O caso em Bucareste recorda o incidente de janeiro de 2013, na Boate Kiss, em Santa Maria, no sul do Brasil. Na ocasião, 242 jovens morreram em um incêndio durante um show de forró, após um sinalizador ter sido acendido dentro do local.

Comentários: