Brasília, 27 de janeiro de 2022 às 17:23
Selecione o Idioma:

Sem Titulo

Postado em 12/07/2016 4:25

Pequim promete ignorar decisão de Haia sobre Mar do Sul da China

.

© AFP 2016/ STR
A chancelaria chinesa disse que vai ignorar a decisão tomada nesta terça-feira (12) pelo Tribunal Permanente de Arbitragem de Haia a respeito da demanda das Filipinas de explorar recursos no Mar do Sul da China.
Cidade de Sansha na ilha de Yongxing, também conhecida como ilha de Woody, no Mar do Sul da China
© AFP 2016/ STR
Pequim boicotou as audiências em Haia, não reconhecendo a jurisdição do tribunal sobre a disputa. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Lu Kang, perguntado sobre como a China estaria recebendo a decisão que favoreceu as Filipinas, disse, em entrevista coletiva, que seu país não tinha “nada a ver” com o tribunal.
Vários países da região, incluindo a China, o Japão, o Vietnã e as Filipinas, têm desacordos sobre as fronteiras marítimas e zonas de influência no mar do Sul da China e no mar da China Oriental. Pequim afirma que alguns desses países, como as Filipinas e o Vietnã, aproveitam o apoio de Washington para escalar a tensão na região. Tanto os EUA quanto a China realizam regularmente exercícios militares na área e regularmente se acusam mutuamente de militarizá-la.
Em janeiro de 2013, as Filipinas contestaram unilateralmente, no Tribunal Internacional do Direito do Mar, as reivindicações chinesas em relação a uma série de territórios no mar do Sul da China, mas Pequim se recusou oficialmente a abordar tais questões no âmbito jurídico internacional.

http://br.sputniknews.com/mundo/20160712/5579111/pequim-promete-ignorar-haia-sobre-mar-sul-china.html

Comentários: