Brasília, 4 de agosto de 2022 às 03:55
Selecione o Idioma:

Internacional

Postado em 17/06/2022 5:29

Fox News revela o que está por trás das mentiras de Biden sobre Putin

.

© AFP 2022 / Nicholas Kamm

Sputnik – A emissora Fox News divulgou um artigo explicando por que é precisamente a administração Biden, e não as ações de outros países, a culpada pela crise dos combustíveis nos EUA.
Anteriormente, Biden vinculou a inflação recorde nos EUA à situação na Ucrânia e ao presidente russo, Vladimir Putin, chegando a afirmar que o seu país nunca havia visto nada como o “imposto de Putin” sobre os alimentos e gasolina de uma só vez.
De acordo com a Fox News, o atual aumento do preço da gasolina nos EUA já pode ser considerado “uma catástrofe”.
Para demonstrar como a situação chegou a este ponto, a mídia divulgou imagens de um evento de campanha eleitoral durante as últimas primárias dos democratas em 2019. Logo depois, Biden, que participou destas primárias, garantiu a todos que “eliminaria os combustíveis fósseis” e que nada faria ele mudar de ideias sobre isso.
A mídia ressaltou que os combustíveis fósseis são a base da economia americana, e questionou como o presidente dos EUA conseguiria eliminar esta fonte da economia.
O presidente dos EUA, Joe Biden, fala na Sala Leste da Casa Branca, em Washington, em 13 de junho de 2022 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 16.06.2022

Panorama internacional

Parlamentares pedem a Biden revisão de sanções a Cuba que bloqueiam vacinas contra COVID-19

Após sua promessa e vitória nas eleições, Biden começou a colocar seu plano em ação, não dando qualquer oportunidade para a indústria de petróleo seguir com seus negócios.
“Biden parou de emitir novas concessões de petróleo e gás. Ele ainda cancelou as licenças federais de perfuração e oleodutos”, destacou a mídia, ressaltando que, em apenas um mês, o governo cancelou três concessões de petróleo e gás no Alasca e no golfo do México, além de eliminar quase meio milhão de hectares de possíveis locais de perfuração.
Além disso, o governo americano impôs um embargo à Rússia, que é uma das maiores produtoras de recursos energéticos do mundo.
Como resultado das ações de Biden, a gasolina passou a custar mais de U$ 5 (R$ 25) por galão, fazendo a inflação disparar no país.
O presidente dos EUA, Joe Biden, fala na 29ª Convenção Constitucional Quadrienal da Federação Americana do Trabalho e Congresso de Organizações Industriais (AFL-CIO) no Centro de Convenções da Pensilvânia, Filadélfia,14 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 16.06.2022

Panorama internacional

Biden acusa petrolíferas de obterem lucro em ‘tempos de guerra’ e culpa Putin pela crise americana

Enquanto Biden executa seu plano de acabar com combustíveis fósseis, a Índia e a China estão recebendo petróleo russo por um preço mais baixo para sustentar suas economias, enquanto a moeda russa, o rublo, está se fortalecendo cada vez mais, estando hoje, inclusive, mais valorizada do que antes da operação na Ucrânia.
Anteriormente, o presidente russo, Vladimir Putin, declarou que a política de conter e enfraquecer a Rússia é uma estratégia de longo prazo do Ocidente e que as sanções foram um duro golpe na economia global.
Além disso, Putin afirmou que o principal objetivo do Ocidente é denegrir e prejudicar a vida de milhões de pessoas.

Comentários: