Brasília, 16 de maio de 2022 às 12:31
Selecione o Idioma:

Internacional

Postado em 17/03/2021 8:14

Expansão das sanções dos EUA não melhora normalização das relações com Moscou, diz MRE russo

.

RÚSSIA

Sputnik – O aumento da pressão de sanções por Washington contra Moscou não adiciona nenhuma chance para a normalização das relações bilaterais. A declaração é do vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, à Sputnik nesta quarta-feira (17).

Ao comentar sobre a possibilidade de introduzir novas sanções contra a Rússia devido à suposta interferência nas eleições de 2020, Ryabkov observou que Moscou aceita tal ameaça “com calma”, uma vez que as restrições já foram introduzidas mais de 90 vezes.

Em São Petersburgo, o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Ryabkov, participa de reunião de representantes e vice-representantes dos BRICS, em 12 de fevereiro de 2020.
© SPUTNIK / ALEXEI DANISEV
Em São Petersburgo, o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Ryabkov, participa de reunião de representantes e vice-representantes dos BRICS, em 12 de fevereiro de 2020.

Segundo o diplomata, tal linha “não acrescenta possibilidades de normalização das relações” e a responsabilidade por isso seria inteiramente dos Estados Unidos.

“Mas a responsabilidade pela deterioração ainda maior das relações russo-americanas, em qualquer caso, recai inteiramente sobre os Estados Unidos. Não pode haver dúvida sobre isso”, observou o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia.

Um relatório da inteligência dos EUA, divulgado na última terça-feira (16), acusa Moscou de tentar apoiar Donald Trump, desacreditar Joe Biden e “semear discórdia” na sociedade norte-americana.

Paralelamente à publicação do relatório, o Departamento do Tesouro dos EUA informou que Washington está acrescentando a Rússia à lista de países com os quais a exportação e importação de armas será totalmente proibida.

Comentários: