Brasília, 13 de maio de 2022 às 04:33
Selecione o Idioma:

Equador

Postado em 24/12/2021 10:21

Equador exigirá cartão de vacinação contra Covid-19

.

Quito, (Prensa Latina) Os cidadãos que residem no Equador devem apresentar, a partir desta quinta (23), a carteira ou certificado de vacinação Covid-19 para ingressar em locais ou instituições públicas.

A medida faz parte do protocolo recentemente aprovado pelo Comitê de Operações de Emergência para tratar do aumento de casos da doença e da presença da variante ômícron do coronavírus SARS-CoV-2 que já quantifica 22 pacientes confirmados neste país andino.

O certificado de imunização deve documentar as duas inoculações incluídas no esquema utilizado em nível nacional ou da dose única do CanSino biológico também aplicada.

O documento será necessário para maiores de 12 anos que ingressem em restaurantes, shopping centers, praças de alimentação, cinemas, discotecas ou nos chamados centros de tolerância.

De acordo com o regulamento, não será necessário comparecer a centros de trabalho, unidades educacionais, consultas ou emergências médicas.

A medida vigorará até 23 de janeiro de 2022 e faz parte de um conjunto de disposições que incluem restrições a fóruns em locais públicos ou concentração de pessoas.

Desde novembro do ano passado, o Equador registrou um aumento nas infecções por Covid-19, o que tem um impacto no aumento da ocupação hospitalar.

A situação foi complicada pela presença da variante ômícron, com maior nível de propagação.

Apesar dos argumentos do governo, alguns consideram a obrigação de apresentar a certidão inconstitucional.

Comentários: