Brasília, 15 de abril de 2021 às 06:36
Selecione o Idioma:

Cuba

Postado em 14/02/2020 7:24

Cuba, o país mais seguro para o turismo: a condição que os EUA não poderão apagar

.

Cuba é reconhecida em nível mundial como um destino turístico seguro, onde ressalta a hospitalidade de seu povo, um aval certificado inclusive com o prêmio Excelência como país mais seguro para o turismo, entregue no âmbito da 38ª Feira Internacional do ramo –Fitur 2018–, em Madri, Espanha.

Tais credenciais não puderam ser apagadas, apesar das campanhas e medidas adotadas pela administração de Donald Trump contra Cuba, desde 2017, com o propósito de afetar este setor estratégico no desenvolvimento econômico e social de nosso país. Disposições que, unidas ao bloqueio, somente de abril de 2018 a março de 2019 provocaram perdas da ordem dos US$ 1,3 bilhão (1.383.000.000) de dólares, em importantes esferas relacionadas com as viagens, os serviços, as operações e garantias logísticas. Estima-se que 35% do total de visitantes a Cuba em um ano poderiam ser estadunidenses, caso não existir o bloqueio.

Mas nada disso provoca desalento, mas o país ratifica a vontade de aperfeiçoar e ampliar sua oferta turística, enquanto se confirma o interesse e respeito que para ela têm empresários do setor em todo o mundo. Nesse contexto, além do grande desafio envolvido na execução no pólo turístico de Varadero del Oasis, um complexo hoteleiro com cerca de mil quartos e um volume considerável de reformas, outras metas também são definidas no Parque Josone e na Plaza América, antes da Feira Internacional de Turismo (FitCuba 2020), em maio deste ano.

Para Ivis Fernández Peña, delegada de Turismo da província, a FitCuba 2020 confirmará o prestígio internacional de Varadero e constituirá, ao mesmo tempo, um pretexto para atrair operadores turísticos e empresários do setor, que confirmam o progresso do turismo em Cuba, um turismo estabelecido nas atrações da cultura, natureza, qualidade dos serviços e segurança.

Comentários: