Brasília, 15 de maio de 2022 às 14:22
Selecione o Idioma:

Papo do Dia

Postado em 25/05/2019 6:29

CRISE GOVERNA O DESGOVERNO

.

por  Cesar Fonseca

Quem apoia o capitão?

Se pedaço do PSL prega contra manifestação de domingo; se, em relação a ela, o pau quebra entre guru presidencial Olavo Carvalho e discípulos, embalados por desentendimento total; se os principais aliados de Bolsonaro, os militares, consideram inconveniente mobilização pró-presidente; se o próprio presidente diz que não vai e pede para seus ministros não irem etc, pode-se concluir que se for fracasso tal mobilização, na próxima semana, o país, na prática, estará órfão de presidente da República; se for sucesso, a oposição, que está num crescendo, depois da mobilização dos estudantes, terá que multiplicar mobilização para dar resposta, convocando não apenas estudantes, mas, também, trabalhadores.

O caminho da radicalização política estaria aberto; na prática, ficará comprovado que as massas ultrapassam tanto governo como Congresso; as bases ameaçam às cúpulas; os ensaios de reformas deixam de ser suficientes, para dar lugar aos desenhos de revolução, numa periferia capitalista esmagada pela desigualdade social, politicamente, desorganizada e sem lideranças para conduzi-la; se minguar gente nas ruas, para apoiar Bolsonaro, impopularidade dele crescerá; seus avalistas terão que buscar outra base de apoio; continuar com bandeira bolsanariana da reforma da previdência, como pré-condição única para atacar recessão e desemprego, deixa forças armadas numa saia justa com bunda de fora; como,certamente, faltará apoio dos meios de comunicação conservadores, pelo que se observa nos seus editoriais espantados, a desmotivação segue como se fosse uma desprogramação programada; morte anunciada ou articulada?; já a oposição estará frente a nova correlação de forças, desafiada a radicalizar discurso, para não ser ultrapassada pelas massas;

A crise governa o desgoverno, com economia paralisada por conta da agiotagem, que corre na frente da produção e do consumo, gerando, acelerada e simultaneamente, rentismo e desajuste fiscal incontroláveis, produtos da política monetária fixada pelo BC, monitorado pelos banqueiros; as raposas continuarão a rapina, comendo as galinhas no galinheiro; a cobra(a crise) dá o bote no sapo(Bolsonaro e os militares); a roda da história ficará mais veloz a partir da próxima semana.

http://independenciasulamericana.com.br/…/crise-governa-de…/

Viva!

 

 

Comentários: