Brasília, 21 de janeiro de 2022 às 09:40
Selecione o Idioma:

Sem Titulo

Postado em 03/02/2016 12:47

As agressões da Turquia contra os territórios sírios

.

Em 29/01/2016, forças turcas fortemente armadas e equipadas invadiram os territórios da República Árabe da Síria, no vilarejo de Bustan, e instalaram-se na cadeia montanhosa de Tal Aafrit, nas proximidades dos vilarejos vizinhos, no sentido de Ein Diwar, localizada na região de Malkiyeh, numa área que totaliza cerca de 4 quilômetros de extensão. Estas forças invasoras instalaram cercas de arame farpado dentro dos territórios sírios e lançaram fogo contra os civis sírios, moradores dos vilarejos vizinhos, atingindo uma cidadã síria, que ficou gravemente ferida.

Em 01/02/2016, uma artilharia pesada do exército turco lançou fogo contra o monte Atira, localizado na zona rural da cidade de Latakia, tendo como resultado o ferimento de vários cidadãos sírios e muitas perdas materiais.

Estas duas agressões ocorrem no contexto na continuação das ofensivas do regime turco e seu enfoque em oferecer os mais variados meios de apoio militar, logístico e material aos grupos terroristas armados, de forma contínua, ao longo de muitos anos. Este regime, que não hesita em cometer as formas mais bárbaras de crimes contra a Síria e seu povo, começou a facilitar a entrada de terroristas estrangeiros na Síria, montou acampamentos para o treinamento de terroristas em territórios turcos e dentro dos territórios sírios, com o apoio e a supervisão direta dos militares e da inteligência turca, dando-lhes cobertura dentro dos territórios sírios, armando-os com os mais modernos tipos de armamentos e fornecendo-lhes até a assistência médica dentro dos territórios turcos.

O Governo da República Árabe da Síria, ao expressar sua mais veemente condenação aos repetidos crimes e agressões turcas contra o povo sírio, contra a inviolabilidade dos territórios da República Árabe da Síria e de sua integridade regional, o que representa uma flagrante violação à soberania da Síria e aos princípios e intenções da Carta das Nações Unidas, às normas do Direito Internacional e à todas as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas relativas ao combate ao terrorismo, reafirma o seu direito legal de dar uma resposta aos repetidos crimes, violações e agressões turcas e o seu direito de pedir indenização por todas as perdas resultantes.

A República Árabe da Síria reitera sua exigência ao Conselho de Segurança de cumprir com suas responsabilidades sobre a manutenção da paz e da segurança internacionais, para pôr um fim aos crimes descritos do regime turco contra o povo sírio e às repetidas ofensivas contra os territórios sírios, bem como o seu comprometimento no cumprimento das resoluções do Conselho de Segurança sobre o combate ao terrorismo.

Fonte: Embaixada da República Árabe da Síria

Tradução: Jihan Arar

Comentários:

Uma ideia sobre “As agressões da Turquia contra os territórios sírios”

Os comentários estão fechados.